A Generac tem tomado ações para diminuir a transmissão do COVID-19, dentre elas o trabalho da equipe comercial em regime de home office. Agora você poderá entrar em contato conosco através dos números ao lado.
Clientes nos estados de SP, MG, RJ e ES.
(16) 99753-4880
Demais estados
(16) 99724-2126
Pós-venda e peças
(16) 3505-9127

Sustentabilidade e gás natural: par perfeito.

O gás natural é o combustível fóssil mais limpo. Sua utilização pelas indústrias ajuda a proteger o meio ambiente, reduz os custos de produção e melhora a imagem da empresa. Saiba mais no post.

Compartilhe

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email
Imprimir

Proteger o meio ambiente é essencial para garantir o desenvolvimento das gerações futuras. Pensando nisso, várias empresas optaram por soluções mais sustentáveis na produção de energia. Nessas situações fica evidente a ligação entre sustentabilidade e o gás natural.

O que é o gás natural?

O gás natural é um tipo de combustível fóssil encontrado na natureza. Ele está armazenado em profundos reservatórios no subsolo que podem ou não estar associados com o petróleo.

Ele é composto por alguns hidrocarbonetos que, nas situações normais da atmosfera, se apresentam no estado gasoso. As principais substâncias formadoras do gás natural são: metano (Ch4); etano (C₂H₆) e Propano (C3H8).

O gás natural é retirado das jazidas através da perfuração de poços profundos (a maioria do gás natural produzido no Brasil vem de poços de perfuração marítimos associados com a extração de petróleo em alto mar).

 

Extração do gás.

As estações coletoras são responsáveis por receber o gás que vem do subsolo. Lá eles são encaminhados, através de dutos, para as Unidades de Processamento de Gás Natural.

Nessas unidades começam o processo de filtração do gás obtido da perfuração. Primeiro são eliminadas todas as impurezas e partículas presentes no composto. Após limpo, são separados os diferentes produtos que podem ser extraídos desses gases. Por exemplo, o gás natural, o GLP (gás liquefeito de petróleo) e ainda substâncias usadas como matéria-prima da indústria petroquímica.

Após separado, o gás natural passa pela malha de transporte (gasodutos) até chegar às distribuidoras. Sendo que essas distribuidoras de gás natural são responsáveis por fazer o produto chegar ao consumidor final.

O gás natural pode ser utilizado em diversos setores da economia. Na área de transporte é utilizado como combustível, substituindo a gasolina, o óleo diesel e o álcool.

Na indústria ele pode ser utilizado como fonte de calor, geração de força motriz e para a geração de eletricidade. Além disso, ele pode ser empregado na produção de indústrias produtoras de fertilizantes e nos setores petroquímico e químico.

Sustentabilidade e o gás natural

Apesar de ser um combustível de origem fóssil, o gás natural é considerado uma fonte de energia limpa quando comparada aos demais tipos de combustíveis fósseis.

Isso se deve a alguns motivos, mas o principal deles é a quantidade de poluentes resultantes de sua queima. A queima do gás natural produz 50% menos de dióxido de carbono e gases causadores do Efeito Estufa em relação ao carvão mineral, por exemplo.

Além disso, ele é extremamente eficiente. Seu grande teor energético faz com que seja necessária a queima de uma menor quantidade de gás natural para alcançar os menos níveis de produção energética com uma quantidade maior de outro combustível fóssil.

Não podemos esquecer que ele oferece menos risco ao meio ambiente em casos de vazamento. O gás natural é menos denso do que o ar atmosférico, isso significa que, caso ocorra um vazamento, ela facilmente se dispersa pela atmosfera, impedindo o acúmulo em um único local.

A ligação entre a sustentabilidade e o gás natural vai além dos menores níveis de agressão ao meio ambiente. Indiretamente, utilizar o gás natural pode diminuir a produção de lixo pela indústria.

Isso acontece porque o gás natural auxilia no aumento da vida útil dos equipamentos nos quais é utilizado. Dessa forma, elas podem continuar ativos por mais tempo, demorando um período maior para serem descartadas.

Além disso, diminui os gastos das empresas. Já que diminuem os custos com manutenção e com a troca recorrente do maquinário utilizado.

ESG, Sustentabilidade e o gás natural

No mundo moderno a disparidade entre resultados financeiros positivos ou proteção do meio ambiente caiu por terra. A cada dia fica mais evidente a importância de unir esses dois conceitos para alavancar o crescimento da empresa.

O que é ESG? Entenda sua relevância para empresas e investidores

Nesse cenário global surgiu o ESG, uma sigla que indica a preocupação social, ambiental e de governança de uma empresa. Ela vem do inglês e significa Environmental, Social and Governance. Em português ela pode ser traduzida como Ambiental, Social e Governança.

As empresas que apostam no modelo de negócio baseado nesses conceitos não estão preocupadas apenas com seus lucros. Elas investem em formas de administração mais transparentes, tendo em conta os impactos sociais e ambientais causados por suas atividades.

Cada letra da sigla se refere a um conjunto de práticas aplicadas pela empresa. No caso, a sustentabilidade se enquadra na letra E (Environmental), cujas atividades envolvem ações referentes a:

  • Emissão de carbono e o aquecimento global;
  • Poluição;
  • Conservação da Biodiversidade;
  • Desmatamento;
  • Eficiência energética;
  • Falta de água;
  • Gestão de resíduos.

O S (Social) se refere às relações e políticas de trabalho; programas para inclusão e aumento da diversidade dentro da empresa; engajamento dos colaboradores; treinamento; melhoria das relações com a comunidade e proteção de dados.

O G (Governance) se refere às ações ligadas a direção e administração da empresa, como a independência dos conselheiros; uma política mais transparentes para a remuneração da alta administração; aumento da diversidade na formação do conselho administrativo e a estruturação de comitês responsáveis pela auditoria ética, fiscal e da transparência da empresa.

Fica claro que a utilização do gás natural é um caminho viável logística e economicamente para as empresas que querem investir no ESG para sua administração.

As características desse combustível fóssil estão de acordo com várias das preocupações ligadas ao meio ambiente. Por exemplo, o gás natural é menos poluente do que outros tipos de combustíveis e possui uma eficiência energética maior do que os seus concorrentes.

Dessa forma, contribui menos para as emissões de carbono na atmosfera e de gases que causam o efeito estufa. Assim, o gás natural é uma excelente opção de fonte de energia limpa, enquanto não surgem no mercado combustíveis renováveis e menos poluentes capazes de substituir satisfatoriamente os combustíveis fósseis.

Além de ajudar o meio ambiente, investir em um modelo de administração voltado para o meio ambiente melhora a imagem da empresa frente aos clientes e ao mercado. Aumentando a força e relevância da marca.

A Generac trabalha com geradores movidos a gás natural tanto para empresas, como para residências. Faça uma cotação conosco!

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Converse com nossos especialistas.

Está em dúvida para escolher a melhor solução para sua demanda em energia? Conte com a Generac.
 


Planilha grátis

Quedas de energia impactam diretamente no faturamento da sua empresa, já parou para calcular o prejuízo?

Com esta planilha você consegue calcular o prejuízo que as quedas de energia tem sobre o seu faturamento.

Entre em contato com a Generac

Preencha o formulário abaixo, nossos consultores entrarão em contato